Os candidatos

Pelos Distritos Judiciais

LISBOA | PORTO | COIMBRA | ÉVORA


Lisboa


EFECTIVO
Pelo Distrito Judicial de Lisboa

Celso Augusto de Monegundes Duarte Celestino
Técnico de Justiça Principal no DIAP do núcleo de Loures do Tribunal Judicial da comarca de Lisboa Norte.

A palavra do candidato – Celso Celestino

Licenciatura em Direito, vertente Jurídico-Civilísticas, na Faculdade Autónoma de Lisboa.
1997 a 2003 – Licenciatura em Direito, pela Universidade Lusíada, variante de CIÊNCIAS JURÍDICO-CIVIS;
SET. 1992 – Oficial de Justiça passando ao quadro em MAR_1995;
SET. 1999 – Promoção a Escrivão Adjunto;
ABR. 2009 – Promoção a Técnico de Justiça Principal Estágio no Tribunal de Trabalho de Lisboa – 3º Juízo;
SET. 1992 a JAN. 1994 – Eventual, 2.ª Secção Cível no Supremo Tribunal de Justiça;
JAN. 1994 a MAI. 1999, Escriturário Judicial na 9.ª Vara Criminal de Lisboa – 1.ª Secção;
De MAI. 1999 a SET. 1999 no Tribunal da Relação de Lisboa – 2ª Secção Cível;
SET. 1999 a ABR. 2009 – Escrivão-Adjunto na 2.ª Vara Cível de Lisboa, primeiro na 2.ª Secção e depois na 3.ª Secção;
Desde ABR. 2009 – Técnico de Justiça Principal na 5.ª Secção dos Serviços do Ministério Público de Loures;
Desde SET. 2014 Técnico de Justiça Principal na 4.ª Secção do DIAP do Núcleo de Loures, que substituiu a antiga 5.ª Secção dos Serviços do Ministério Público de Loures.




SUPLENTE
Pelo Distrito Judicial de Lisboa

Rui Paulo de Freitas Caires
Escrivão de Direito na Instância Central Cível do Tribunal Judicial da comarca da Madeira;

Iniciou funções como técnico de justiça auxiliar no extinto tribunal judicial do Funchal,tendo transitado de carreira, com a promoção para escrivão-adjunto, exercendo funções na extinto tribunal de circulo do Funchal. Nessa categoria passou igualmente pelo extinto 4° Juízo cível do tribunal judicial do Funchal. A promoção a escrivão de direito ditou a sua prestação se serviço na secção central do extinto tribunal judicial do Funchal, transitando para a Secção da Extinta Vara de Competência Mista do Funchal.
Neste momento, exerce funções enquanto escrivão de direito na instância central cível J2) do Tribunal de Comarca do Funchal.



SUPLENTE
Pelo Distrito Judicial de Lisboa

António José Correia Lopes
Escrivão de Direito na Instância Local de Santa Cruz das Flores do Tribunal da comarca dos Açores;

12.º ano
Linguas – inglês
desde 1999 – Ator de teatro
desde 2012 – Presidente de “A Jangada-Grupo de Teatro”


PORTO


EFECTIVO
Pelo Distrito Judicial do Porto

Maria Filomena Alves Leal
Secretária de Justiça no núcleo do Porto do Tribunal Judicial da comarca do Porto;
A palavra da candidata – Filomena Leal

Curso Geral do Comércio (9.° ano)
Curso de Acesso à categoria de Escrivão de Direito – Curso de acesso à categoria de Secretário de Justiça.
JUN. 1978 – 4.º Juízo do Tribunal do Trabalho do Porto;
NOV. 1983 – Escrivã Adjunta no Tribunal do Trabalho de Gaia;
DEZ. 1990 – Escrivã de Direito do Tribunal de Circulo de Santo Tirso;
NOV. 1995 – Tribunal de Circulo de Gondomar.
SET. 1999 – Secretaria-Geral do Tribunal de Família do Porto;
Entre MAR. 2000 e FEV. 2013 fez parte da equipa de desenvolvimento da aplicação informática “Habilus”;
MAI. 2003 – Secretária de Justiça;
SET. 2014 – Palácio da Justiça do Porto, onde se encontra atualmente;




SUPLENTE
Pelo Distrito Judicial do Porto

Sílvio Fernando Guerra Seara
Secretário de Justiça, em regime de substituição, nas 1.ªs Secções do Trabalho e de e Família e Menores da Instância Central da Comarca e Braga;

Licenciatura em Administração Pública – Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho;
Pós Graduação em Economia Social – Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho;
Encontra-se a concluír o Grau de Mestrado em Economia Social – Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho.
SET. 2015 – Secretário de Justiça, nas 1.ªs Secções do Trabalho e Família e Menores da Instância Central da Comarca de Braga;
SET. 2014 a AGO. 2015 – Escrivão de Direito dos J1 e J2 da 1.ª Sec. da Instância Central Cível da Comarca de Braga;
OUT. 2006 a AGO. 2014 – Secretário de Justiça Interino no Tribunal Judicial da Comarca de Vila Verde;
ABR. a OUT. 2006 – Secretário de Justiça no T. J. da Comarca de Vila Verde;
MAR. 2002 a OUT. 2006 – Escrivão de Direito no T. J. da Comarca de Vila Verde;
ABR. 2001 a MAR. 2002 – Escrivão de Direito, Interino, no T. J. da comarca de Vila Verde;
SET. 1999 a ABR. 2001 – Escrivão de Direito, Interino, na 8.ª Vara Cível da comarca do Porto;
JAN. 1994 a SET. 1999 – Escrivão Adjunto no T. J. da Comarca de Braga – 1.º Juízo Cível;
SET. 1991 a JAN. 1994 – Escrivão Adjunto no T. J. da Comarca de Vila Nova de Famalicão;
ABR. 1989 a SET. 1991 – Escrivão Adjunto no T. J. da Comarca de Oliveira de Frades;
AGO. 1988 a ABR. 1989 – Escriturário Judicial no T. J. da Comarca de Guimarães;
FEV. 1984 a AGO. 1988 – Escriturário Judicial no 8.º Juízo do Tribunal do Trabalho do Porto;
NOV. 1981 a FEV. 1984 – Oficial de Diligências no Tribunal do Trabalho de Braga;




SUPLENTE
Pelo Distrito Judicial do Porto

José Paulo Teixeira Dos Santos
Escrivão de Direito – 4.ª Secção Família Menores Comarca Porto – Núcleo Santo Tirso.

 

Licenciatura em Direito
SET. 1988 a JAN. 1989 – Estagiário no Tribunal de Trabalho de Torres Vedras;
JUL. 1989 a OUT. 1990 – Técnico Justiça Auxiliar Eventual na Secretaria do MP do TJ de Aveiro;
OUT. 1990 a JAN. 1991 – Escriturário Judicial Eventual no 2.º Juízo Correcional do Porto;
FEV. 1991 – Escriturário Judicial no Tribunal de Círculo de Santo Tirso;
MAI. 1996 – Escrivão Adjunto no Tribunal Judicial de Marco de Canaveses;
JUL. 1997 – Escrivão Adjunto Tribunal da Comarca de Penafiel;
FEV. 2000 – Escrivão Adjunto Tribunal Judicial de Valongo;
SET. 2009 – Escrivão de Direito Tribunal Judicial de Penafiel;
MAR. 2010 – Escrivão de Direito Tribunal Judicial Comarca de Santo Tirso;
JUN. 2013 – Secretário de Inspeção PGR;
OUT. 2015 – Escrivão de Direito 4.ª Sec. Família Menores Comarca Porto – Núcleo Santo Tirso;


COIMBRA


EFECTIVO
Pelo Distrito Judicial de Coimbra

Rui Octacílio Lima Chaves Cândido
Escrivão Auxiliar no Tribunal da Relação de Coimbra
A palavra do candidato – Rui Octacílio

Licenciatura em Direito, vertente Jurídico-Civilísticas, na Faculdade Autónoma de Lisboa.
Curso de Pós-Graduação em Direito Penal Económico e Europeu.
Desde FEV. 2014 – Vogal, em regime de acumulação de funções, no Conselho dos Oficiais de Justiça;
2012 – Formador não residente do Sindicato dos Funcionários Judiciais na área de Processo Penal e Processo Civil;
DESDE OUT. 2003 – Oficial de Justiça no Tribunal da Relação de Coimbra nas secções criminais, cíveis, social e central, adjuvando os Senhores Secretários de Tribunal Superior;
SET. 1999 a OUT. 2003 – Oficial de Justiça no Tribunal da Relação de Lisboa – 9.ª Secção Criminal;
OUT. 1995 a SET. 2000 – Oficial de Justiça no Tribunal Criminal de Lisboa – 5.º Juízo;
JUL. 1995 a SET. 1995 – Oficial de Justiça provisório no Gabinete de Recuperação de Inquéritos, situado nas instalações da Polícia Judiciária de Lisboa;
SET. 1994 a MAR. 1995 – Estágio na carreira de Oficial de Justiça no Tribunal Judicial de Cascais;




SUPLENTE
Pelo Distrito Judicial de Coimbra

João Paulo da Cruz Almeida
Escrivão de Direito – 2.ª Secção da Instancia Central de Família e Menores da Comarca de Coimbra – Núcleo da Figueira da Foz.

Licenciatura em Direito – Universidade Internacional da Figueira da Foz;
Mestrado em Direito na área de Jurídico-Civilísticas – Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra;
ABR. 2009 a JAN. 2015 – Ministério da Justiça – TAF Aveiro – Escrivão de Direito – Chefia da secção central;
NOV.2008 a ABR. 2009 – Ministério da Justiça – 3.º Juízo do Tribunal da Comarca da Figueira da Foz – Escrivão de Direito em regime de substituição;
JUN. 2004 a NOV. 2008 – Ministério da Justiça – Tribunal da Comarca da Figueira da Foz – Escrivão-Adjunto;
SET. 1998 a JUN. 2004 – Ministério da Justiça – Tribunal Judicial de Aveiro – Escrivão Adjunto;
MAI. 1996 a SET. 1998 – Ministério da Justiça – Tribunal de Círculo de Coimbra – Escriturário Judicial;
AGO. 1993 a MAI. 1996 – Ministério da Justiça – DIAP Lisboa – Técnico de Justiça Auxiliar;
MAI. 1992 a AGO. 1993 – Ministério da Justiça – Tribunal da Comarca da Figueira da Foz e DIAP de Lisboa – Escriturário Judicial Eventual;
JUL. 1990 a MAR. 1992 – Agente da PSP;
JAN. 1990 a JUN. 1990 – Escola Prática de Polícia – Frequência do curso de formação de agentes;




SUPLENTE
Pelo Distrito Judicial de Coimbra

Ana Paula Simões Fonseca
Escrivã Adjunta no apoio aos Órgãos de Gestão do Tribunal Judicial da Comarca de Coimbra.

 

MAI. a SET. 1987 – Estágio na carreira de Oficial de Justiça no Tribunal de Pampilhosa da Serra;
DEZ. 1988 a MAR. 1989 – Técnica de Justiça Auxiliar Eventual no Tribunal de Pampilhosa da Serra;
ABR. a OUT. 1989 – Escriturária Judicial Eventual no Tribunal de Instrução Criminal de Coimbra;
OUT. 1989 a DEZ. 1990 – Escriturária Judicial Provisória no Tribunal do Fundão;
DEZ. 1990. MAI. 1992 – Escriturária Judicial no Tribunal do Fundão;
MAI. 1992 a SET. 1996 – Escriturária Judicial no Tribunal de Pampilhosa da Serra;
SET. 1996 a ABR. 1998 – Escriturária Judicial no Tribunal de Soure;
ABR. 1998 a SET. 2000 – Escrivã Adjunta no Tribunal de Aveiro;
SET. 2000 a JUN. 2014 – Escrivã Adjunta na 2.ª Sec. da Vara Mista de Coimbra;
SET. 2014 ao presente – Escrivã Adjunta no apoio aos Órgãos de Gestão do
Tribunal Judicial da Comarca de Coimbra.


ÉVORA


EFECTIVO
Pelo Distrito Judicial de Évora

António Silvestre Silva Nunes
Escrivão de Direito no núcleo de Portimão do Tribunal Judicial da comarca de Faro;
A palavra do candidato – António Silvestre

1983 – 1.º Concurso para acesso a Funcionário Judicial;
1983 – Estágio no Tribunal Judicial de Monchique;
1984 a 1985 – Eventual nos Tribunais de Albufeira, Lagos e Portimão;
1986 – Escriturário no 16.º Juízo Cível de Lisboa;
1987 – Escriturário no Tribunal Judicial de Portimão;
1989 – Escrivão-Adjunto Interino no Tribunal Judicial de Lagos;
1991 – Escrivão-Adjunto Interino no Tribunal Judicial de Portimão;
1993 – Escrivão-Adjunto no Tribunal Judicial de Portimão;
1997 – Transferência como Escrivão Adjunto para o Tribunal Judicial de Monchique;
2004 – Escrivão de Direito – 1.º Juízo de Competência Especializada Criminal de Loulé;
2005 a 2011 – Vogal do Conselho dos Oficiais de Justiça pelo SFJ;
2011 a 2015 – Escrivão de Direito no 1.º Juízo de competência genérica de Albufeira;
SET. 2015 – Escrivão de Direito da Instância Local Criminal de Portimão – J3;



SUPLENTE
Pelo Distrito Judicial de Évora
Claudina Maria de Magalhães Lousada
Escrivã de Direito no núcleo de Almodôvar do Tribunal Judicial da comarca de Beja;

 

Licenciatura em Direito, pela Universidade Moderna, Polo de Beja;
Pós-graduação em Direito Notarial e Registral.
JUL. 1991 – Escriturário Judicial no Tribunal Judicial de Olhão da Restauração;
JAN. 1994 – Tribunal de Setúbal;
JUL. 1994 – Escrivã-Adjunta no Tribunal Judicial de Almodôvar;
FEV. 2003 – Escrivã de Direito no Tribunal Judicial de Ourique;
MAI. 2007 a AGO. 2014 – Secretária de Justiça Interina no Tribunal de Ourique;
SET. 2014 – Escrivã de Direito no Núcleo de Almodôvar.
Delegada sindical, primeiro no Tribunal de Ourique e actualmente no Núcleo de Almodôvar.


SUPLENTE
Pelo Distrito Judicial de Évora
Amândio Dionísio Abrantes Craveiro
Escrivão de Direito em funções de Secretário de Justiça interino no Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé;

 

12.º ano de escolaridade;
MAI. 1989 a OUT. 1990 – Apontador Empresa Teixeira Duarte, S.A.;
NOV. 1990 a SET. 1991 – Controlador na Empresa Intercon, construção internacional, ACE;
OUT. 1991 – Técnico de justiça auxiliar nos serviços de apoio ao Mº. Pº. do Tribunal Judicial de Seia;
FEV. 1995 – Escriturário judicial no Tribunal Judicial de Caldas da Rainha e após no Tribunal Judicial de Portimão;
MAI. 1996 – Escrivão Adjunto no Tribunal Judicial de Loulé;
FEV. 2000 – Escrivão de Direito Interino do 2º. Juizo no Tribunal Judicial de Albufeira;
NOV. 2002 passou a desempenhar tais funções no 2º. Juizo cível do Tribunal Judicial de Loulé, por permuta de lugar;
JUN. 2010 até ao presente – Secretário de justiça, na modalidade de nomeação interina, no Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé.
Delegado sindical do SFJ, cargo que atualmente detém no Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé.
JUN. 2016 – Representante da comarca de Faro ao Conselho Nacional, eleito nas listas do SFJ.